Terça-feira, 11 de Dezembro de 2018
Cidade

Temporal inunda casas e derruba plantas na cidade de Santana do Acaraú

Em virtude do vento forte a água invadiu diversas casas, derrubou plantas e destelhou residências na cidade

Publicada em 05/12/18 às 16:36h - 2058 visualizações

por Tribuna dos Vales


Compartilhe
   

Link da Notícia:

No quintal da sede do site Tribuna dos Vales o vento derrubou diversas plantas  (Foto: Tribuna dos Vales)
Untitled Document

Uma chuva de 68mm com fortes rajadas de vento provocou inundações, destel hou diversas casas e derrubou plantas na tarde desta quarta feira (5), na cidade de Santana do Acaraú. Segundo declaração de uma moradora, a água invadiu sua residência e de outros vizinhos na rua Padre Francisco José Aragão e Silva no bairro Pedregal. "Foi uma obra que a prefeitura começou e não terminou, a chuva veio muito forte e entrou dentro da minha casa", disse a dona de casa que enviou o vídeo para a nossa redação.

As paredes de uma obra em construção no bairro Padre Ibiapina vieram abaixo, a parede de uma casa que também estava em construção no piso superior no bairro Gerardo Arcanjo também caiu, parte do telhado dessa mesma residência também caiu. 

Na sede do Site Tribuna dos Vales há um quintal com Diversas plantas frutíferas e pelo menos cinco delas foram arrancadas pela força dos ventos. A chuva foi acompanhada de fortes rajadas de ventos, relâmpagos e trovões.

A comunidade de Malhada dos Bois, zona rural do municipio, ficou sem nergia elétrica, segundo declaração de um morador, o problema persistiu durante a noite.

CHUVAS DA PRÉ-ESTAÇÃO SÃO REGISTRADAS EM MAIS DE 60 MUNICÍPIOS DO CEARÁ

O Ceará registrou, no intervalo entre as 7h desta terça-feira (4) e as 7h desta quarta-feira (5), chuvas em, pelo menos, 60 municípios. Os dados, ainda em atualização, são da Fundação Cearense de Meteorologia e Recursos Hídricos (Funceme).

As maiores precipitações aconteceram em Ubajara (102 mm), Ibiapina (96 mm), Tianguá (86 mm), Uruoca (63,8 mm) e Ipueiras (63 mm). Tais registros acontecem por influência de áreas de instabilidade sobre o Piauí e associadas à presença de uma Zona de Convergência do Atlântico Sul (ZCAS), que é uma banda de nebulosidade e precipitação com orientação noroeste-sudeste, indo desde o sul e leste da Amazônia até o sudoeste do Oceano Atlântico Sul.

Além da continuidade da ZCAS, a Funceme identifica, por meio da análise de imagem de satélite e previsão de modelos numéricos, a presença de um Vórtice Ciclônico de Altos Níveis (VCAN) sobre o oceano Atlântico e próximo à costa leste do Nordeste. Assim com o Cavado de Altos Níveis (CAN) observado no último fim de semana, áreas de nebulosidade e, consequentemente, chuvas são proporcionadas na área da borda deste sistema. Ambos os sistemas são típicos da Pré-Estação, que vai até o fim de janeiro no Ceará.

“Esses sistemas trazem as chuvas neste período e são formados a partir de instabilidades atmosféricas devido a sistemas frontais que chegam no sul do Nordeste (principalmente na Bahia), influência da Zona de Convergência do Atlântico Sul (ZCAS) e da Zona de Convergência de Umidade (ZCOU), que ocorrem próximas ao sul do Nordeste. Importantes chuvas podem ser produzidas por VCANs e CANs. Ocasionalmente, também instabilidades associadas à uma declinação mais ao sul do equador da ZCIT podem ocasionar precipitações”, explica o meteorologista e supervisor da Unidade de Tempo e Clima da Funceme, Raul Fritz.




Deixe seu comentário!

ATENÇÃO:Os comentários postados abaixo representam a opinião do leitor e não necessariamente do nosso site. Toda responsabilidade das mensagens é do autor da postagem.







Nosso Whatsapp

 (88) 99609-5928

Visitas: 507754
Usuários Online: 106
Copyright (c) 2018 - Tribuna dos Vales