Segunda-feira, 30 de Março de 2020
Brasil

Teste do Colégio Militar reprova Educação de Sobral no Ceará

Oito em cada 10 estudantes provenientes das escolas municipais, não conseguiram sequer a nota 5. A situação é contraditória na cidade com o melhor IDEB do Brasil

Publicada em 18/02/20 às 17:44h - 803 visualizações

por Marcelino Júnior e Wellington Macedo


Compartilhe
   

Link da Notícia:

Fachada do Colégio Militar de Sobral  (Foto: Divulgação )

O 4º Colégio Militar de Sobral lança nesta quinta-feira (13), novo edital para preenchimento de vagas remanescentes para o ano letivo de 2020. Dos 300 inscritos para a prova de admissão, apenas 61 obtiveram nota igual ou superior a cinco. Oito em cada 10 estudantes provenientes das escolas municipais, não conseguiram sequer a nota 5. A situação é contraditória. Como é que a educação que alcança média 9 no IDEB, a maior do Brasil, não consegue acertar, ao menos, cinco questões de Português e Matemática?

Na manhã desta quinta-feira (13), vários pais de alunos buscaram informações e o esclarecimento de dúvidas, quanto à matrícula e ingresso de alunos, que concorreram à vagas no 4º Colégio da Polícia Militar do Ceará, Ministro Jarbas Passarinho, localizado no Bairro Junco, em Sobral. As inscrições foram realizadas entres os dias 24 e 27 de janeiro, por meio do site www.cpmgef.ce.gov.br. De acordo com o edital, além das vagas garantidas a quem estudava na escola, foram ofertadas mais novas 820 vagas. Destas, apenas 300 estudantes se inscreveram, sendo apenas 61 deles aprovados, ou seja, 20,33%.

O baixo percentual do número inscritos (37%) também chama a atenção. Mas, de acordo com a secretaria da escola, a baixa procura pode ter se dado por conta de pouca divulgação das novas atividades, somada à demora burocrática para a saída do edital, o que comprometeria o período de matrículas na Rede Pública de Ensino. Com medo de ficar de fora da sala de aula, os pais teriam optado em garantir as vagas dos filhos no ensino regular. Para ser admitido nas provas, elaboradas com 10 questões de Português e 10 de Matemática, o estudante deveria alcançar a média 5. O que não ocorreu para a maioria.

Ainda segundo a secretaria da Escola Jarbas Passarinho, a saída foi a elaboração de um novo edital, onde não haverá nova avaliação por meio de teste, cabendo o ingresso ao colégio, por meio de análise do boletim do estudante. A média deverá ser igual ou superior a 6.

A informação trouxe alívio à dona de casa Alexandra Gomes Silva que não encontrou o nome do filho na lista de aprovados. “Eu fui informada que amanhã deverei estar aqui como o boletim dele da Escola Maria Dias, para avaliar, se pelas notas do ano passado, ele poderá estudar aqui, porque como tem vagas, isso pode acontecer”, espera.

“É o meu sonho estudar numa escola militar, porque eu quero ser policial. Acho que os conhecimentos que terei aqui vão ajudar muito a alcançar esse meu objetivo”, revela Allyson Silva (14), filho de dona Maria, que viu uma nova oportunidade surgir depois de não ver o nome na relação dos aprovados. “Dessa vez, pelas minhas notas, eu passarei sim”, garante o estudante. Para garantir o acesso, dos interessados, o colégio estenderá o atendimento de sexta (14) a domingo (16).

Fardamento

Outra dúvida dos pais ,tem sido quanto ao fardamento exigido: tênis, calça e camisa de cores e tipos específicos, o que comprometeria o bolso de algumas famílias, que não teriam condições de arcar com o novo custo. Como é o caso da desempregada Maria das Dores Vasconcelos (48). Afastada da antiga empresa de onde tirava seu sustento, por conta de um acidente de trabalho, ela teve o direito a qualquer tipo de benefício negado pelo INSS. A dona de casa sem mantém com uma cesta básica entregue pelo antigo empregador, além da ajuda de amigos e familiares.

Falta de recurso

Na casa onde ela mora são três adultos, todos desempregados. O neto que a mulher cria teve a vaga garantida, por já ser aluno da Jarbas Passarinho. “Eu não tenho condições de arcar com o fardamento novo dele, que vai para o segundo ano do ensino médio. Agora, o antigo uniforme não serve mais. Não tenho dinheiro para comprar. A solução que a escola deu, por enquanto foi comprar somente a calça. Isso já ajuda”, disse a mãe mais aliviada.

Jornalista revela baixo desempenho

O jornalista Wellington Macedo já vinha denunciando que o IDEB de Sobral é uma farsa, como o resultado da seleção da escola militar ele voltou a usar as redes sociais para reforçar sua tese. “O baixo desempenho confirma que essas crianças não estão aprendendo nada em sala de aula, mas são apenas adestradas para as avaliações de larga escala que também devem está sofrendo manipulação com fraudes.

Ainda considerando o resultado da seleção divulgado na última quarta-feira 12, de cada 100 alunos do ensino fundamental de Sobral, apenas 1 é proficiente em Matemática, sendo capaz de fechar uma prova com questões de múltipla escolha. Mas segundo especialistas, ser bom em leitura e Matemática não significa ser um aluno educado”, disse Macedo.

Ele ainda segue sua fala e ressalta a opinião de especialistas. “Segundo pesquisadores o IDEB 9.1 de Sobral, alardeado em 2017, na verdade não deve passar de 4. Para eles, o índice elevado se deve a fraudes e a substituição dos alunos críticos por alunos adequados durante a aplicação das provas.

Dos 300 estudantes do ensino fundamental inscritos na seleção do Colégio Militar, foram classificados apenas 61, um deles segundo apurou a nossa reportagem é proveniente de uma escola particular”, disse.

As provas de Português e Matemática cobravam apenas 10 questões cada uma. Todas elas com 5 opções para marcar, e bastava atingir 5 pontos em cada prova. Parte dos candidatos não conseguiu responder nenhuma questão, ficando com nota zero.

Macedo falou ainda da preocupação que o comando geral da PM tem com o resultado da seleção. “O baixo desempenho deixou claro que nossas crianças não estão aprendendo nada nas escolas municipais de Sobral, e deixou muito preocupado o comando geral do Colégio Militar.

Tendo em vista a incapacidade intelectual e cognitiva dos alunos, a coordenação do Colégio Militar resolveu abrir uma nova seleção para preencher suas vagas, agora sem aplicação de provas. Os alunos que apresentarem o boletim com notas acima da média em Português e Matemática poderão ingressar por ordem de chegada, até o próximo domingo 16”, finalizou.

Confira aqui a Classificação do Processo Seletivo de Sobral.

O que é

O Colégio Militar é uma escola pública de educação básica (ensino fundamental e ensino médio) em que militares do Exército Brasileiro da Polícia Militar, do Corpo de Bombeiros e de outros órgãos da segurança pública desempenham as tarefas diretivas e administrativas. No Brasil, esta categoria de ensino é regulada pela Lei n° 9394 de 20 de dezembro de 1996, também conhecida como Lei de Diretrizes e Bases da Educação, em seu artigo 83. Em Sobral, apenas alunos do ensino médio terão acesso a este tipo de educação.

Serviço

Novas inscrições do Edital para ingresso no Colégio Militar de Sobral

Endereço: www.cpmgef.ce.gov.br




ATENÇÃO:Os comentários postados abaixo representam a opinião do leitor e não necessariamente do nosso site. Toda responsabilidade das mensagens é do autor da postagem.

1 comentários


Letícia

25/02/2020 - 19:05:48

Um dos jovens que passou em 1° LUGAR e de Pires Ferreira


Deixe seu comentário!

Nome
Email
Comentário


Insira os caracteres no campo abaixo:








Nosso Whatsapp

 (88) 98151-4793

Visitas: 1277360
Usuários Online: 117
Copyright (c) 2020 - Tribuna dos Vales