Quinta-feira, 10 de Julho de 2020
Brasil

Governo federal dificulta acesso a 3ª parcela, dinheiro pode demorar quase três meses para saque

Sem planejamento ou aparente capacidade de gestão, o ministério da Cidadania caiu no descrédito e o dinheiro que já estava em caixa se afasta cada vez mais das mãos de quem passa por graves dificuldades financeiras

Publicada em 26/06/20 às 23:34h - 131 visualizações

por Tribuna dos Vales


Compartilhe
   

Link da Notícia:

 (Foto: Divulgação)

Após mais um longo e misterioso período de espera, o governo federal anunciou o tão esperado calendário do pagamento da 3ª parcela do auxilio emergencial, rodeado por um forte sentimento de vingança, o ministério da Cidadania com o aval do presidente da República, começa a liberar neste sábado (27) o acesso ao dinheiro que já estará na conta, mas não poderá chegar as mãos de quem precisa, o trabalhador que em uma grande parcela nem conta bancária possui, apesar de estar depositado em uma conta poupança virtual, ele só pode sair do banco para as mãos do trabalhador no período de 18 de julho a 19 de setembro, você não leu errado, se nasceu no mês de dezembro e não tem nenhuma afinidade com tecnologia só terá o dinheiro em mãos em setembro.

Quem tem direito à terceira parcela do auxílio emergencial de R$ 600 ou R$ 1.200 não esperava esse “presente de grego” do presidente, essa espera de quase três meses é o que mais de terrível poderia acontecer com quem fez planos ou dívidas que podem exigir dinheiro como moeda de pagamento.

Os nascidos em janeiro, por exemplo, poderão fazer o saque já no mês que vem. Para quem faz aniversário em novembro e dezembro, porém, o saque ou a transferência só será possível a partir de 19 de setembro, ou seja, setenta e cinco dias depois que o dinheiro for depositando em conta.

Calendário de pagamentos - O governo publicou o calendário de pagamento da 3ª parcela do auxílio. Por enquanto, apenas beneficiários do Bolsa Família com direito ao auxílio emergencial haviam recebido a 3ª parcela, seguindo o calendário de pagamentos do programa, conforme o número final do NIS. O pagamento do auxílio para inscritos no Bolsa Família vai até terça-feira (30).

Serão dois calendários, ambos levando em conta o mês de nascimento do trabalhador.

No primeiro calendário, que começa neste sábado (27), o dinheiro será depositado em uma poupança digital da Caixa e, nesse caso, os valores poderão ser usados apenas para pagamento de contas e boletos e para compras por meio de cartão virtual.

O segundo calendário, que começa em 18 de julho, é para o saque do auxílio em dinheiro nas agências da Caixa ou transferência dos recursos para outros bancos. Quem tinha planos a curto prazo com o dinheiro e nasceu nos últimos meses do ano, o sentimento é de frustração.

“Não tenho conta em banco, moro na zona rural e não tenho boletos para pagar, nem sei como funciona esse tal cartão virtual, pois a bodega que compro só aceita dinheiro, e agora o que vai ser da minha vida e da minha família?”, desabafa um agricultor da zona rural de Santana do Acaraú, quem nem mesmo acesso a internet tem. 




ATENÇÃO:Os comentários postados abaixo representam a opinião do leitor e não necessariamente do nosso site. Toda responsabilidade das mensagens é do autor da postagem.

Deixe seu comentário!

Nome
Email
Comentário


Insira os caracteres no campo abaixo:








Nosso Whatsapp

 (88) 98151-4793

Visitas: 1549351
Usuários Online: 97
Copyright (c) 2020 - Tribuna dos Vales