Segunda-feira, 27 de Janeiro de 2020
Educação

No Ceará, 559 candidatos pedem reaplicação do Enem e Inep não aceita nenhuma solicitação

A nova prova do Enem será realizada nesta terça-feira (10) e quarta-feira (11) em outros locais do Brasil para estudantes que foram prejudicados nos dias do exame regular em novembro

Publicada em 10/12/19 às 11:34h - 27 visualizações

por Diário do Nordeste


Compartilhe
   

Link da Notícia:

 (Foto: Divulgação )

Pelo menos 559 candidatos do Ceará que fizeram o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2019 nos dias 3 e 10 de novembro pediram ao Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) a reaplicação das provas alegando terem sido prejudicados na primeira realização do exame. Mas, o órgão federal não aceitou nenhum dos pedidos e não haverá repetição da prova no Estado.

A nova prova do Enem será realizada nesta terça-feira (10) e quarta-feira (11) em outros locais do Brasil. A reaplicação do Enem, segundo o Inep é realizada para participantes que tiveram problemas logísticos durante o exame regular.

No Ceará, embora mais de 500 pessoas tenham ingressado com recursos argumentando terem sido prejudicadas, o Inep avaliou que nenhum candidato atestou, de fato, que passou, por exemplo, por problemas logísticos que comprometessem a infraestrutura do local de prova ou falta de energia que comprometesse a visibilidade da prova. Os dados foram obtidos pelo Diário do Nordeste via Lei de Acesso à Informação (LAI).

Além disso, nenhuma das pessoas que solicitou a replicação, conforme o Inep, evidenciou de forma efetiva, que tenha sido prejudicada por algum erro de execução de procedimento do aplicador no dia da prova. Os candidatos tiveram de 11 a 18 de novembro para solicitar a reaplicação do exame.

A estudante Beatriz Esteche, 20 anos, moradora de Fortaleza teve o pedido de reaplicação recusado. Ela foi uma das candidatas que fez prova na a Escola Municipal Martinz de Aguiar, no bairro Monte Castelo, onde ocorreu uma confusão no segundo domingo de prova, dia 10 de novembro.

Segundo a Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS), no dia do Enem, a Polícia Militar foi acionada para atender uma ocorrência provocada por homens que seguiam para o jogo entre Ceará e Fortaleza.

No dia, conforme a SSPDS, o coordenador da unidade escolar relatou que homens passavam pela via se depararam com um grupo rival, o que resultou no início de uma confusão no momento que os candidatos se preparavam para entrar na escola. O grupo entrou na instituição de ensino e saiu em seguida. Ninguém ficou ferido durante a ação e não houve danos patrimoniais ao prédio público.

Estudantes, no dia da prova, relataram ao Diário do Nordeste que houve correria e os candidatos ficaram bastante nervosos. A prova do Enem, segundo eles, foi aplicada instantes após a confusão e não houve tempo adicional para os candidatos que estavam no local.

Impacto

A candidata Beatriz conta que solicitou a replicação justamente porque se sentiu prejudicada por esse episódio. "Eu vi que foi negado e liguei para o 0800 do Inep, mas ninguém soube explicar o motivo de terem negado", relata. De acordo com a estudante, que busca ingressar no curso de Medicina, no segundo dia de Enem, o tumulto, além de ter atrasado o início da prova ainda deixou os candidatos bastante tensos.

"Eu achei que no dia foi totalmente prejudicial. Mandaram os alunos sentarem no chão. Minha sala a janela dela era de frente para o portão. Só vimos o grupo de homens entrando. Ninguém sabia se eles estavam armados. Ninguém tinha celular para ligar para polícia. Foi uma confusão", conta.

De acordo com Beatriz, vários candidatos da sua sala receberam a prova com atraso. "Eu fiquei agitada e não conseguia me concentrar para ler", reforça. A candidata diz ainda que no preenchimento do recurso junto ao Inep para tentar a reaplicação, ela teve que marcar uma das opções (falta de energia, desastre natural ou erro de execução de procedimento por parte do aplicador), mas nenhuma representava o que os candidatos haviam passado na Escola Municipal Martinz de Aguiar.

"Eu questionei com o Inep como ficava nossa situação, mas só informaram que a resposta do recursos era essa. Se tivesse outro recurso, com certeza eu tentaria. Mas quando liguei não tinha mais o que fazer".

Reaplicação em outros estados

No Ceará, o segundo dia de prova do Enem, no dia 10 de novembro, teve a presença de 222.424 candidatos, o que equivale a 75,4% dos inscritos. Com isso o Estado teve o 5º menor índice de faltosos em 2019, se comparado aos outros 25 estados.

As provas que serão reaplicadas esta semana seguem o mesmo modelo do exame regular, são: 180 questões distribuídas igualmente por Linguagens e Códigos, Ciências Humanas, Ciências da Natureza e Matemática, além da Redação

Segundo o Inep, as notas do Enem podem ser usadas para concorrer a vagas no ensino superior público pelo Sistema de Seleção Unificada (Sisu), a bolsas de estudo em instituições privadas pelo Programa Universidade para Todos (ProUni).

Por Ismael Carneiro 




ATENÇÃO:Os comentários postados abaixo representam a opinião do leitor e não necessariamente do nosso site. Toda responsabilidade das mensagens é do autor da postagem.

1 comentários


omsetcsebiuqo

11/01/2020 - 16:10:50

http://mewkid.net/who-is-xandra/ - Amoxicillin 500mg Capsules Buy Amoxil Online kjp.kdpq.tribunadosvales.com.xgv.wu http://mewkid.net/who-is-xandra/


Deixe seu comentário!

Nome
Email
Comentário


Insira os caracteres no campo abaixo:








Nosso Whatsapp

 (88) 98151-4793

Visitas: 1131200
Usuários Online: 61
Copyright (c) 2020 - Tribuna dos Vales