Sexta-feira, 10 de Julho de 2020
Meio Ambiente

ICMBio registra nascimento de mais de 120 filhotes de tartaruga marinha em Jericoacoara

A equipe do ICMBio mapeia a desova na Ponta da Pedra, próximo à Praia da Malhada, desde março

Publicada em 25/04/20 às 14:41h - 156 visualizações

por Por Rodrigo Rodrigues/G1 CE


Compartilhe
   

Link da Notícia:

ICMBio registra nascimento de mais de 120 filhotes de tartaruga marinha em Jericoacoara  (Foto: DivulgaçãoICMBio)

As areias de Jericoacoara, no litoral cearense, foram palco do nascimento de 128 filhotes de tartaruga marinha, nesta quinta-feira (23). Equipes técnica e do Programa de Voluntariado do Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio) registraram a eclosão dos ovos em um ninho que vinha sendo monitorado desde o início de março.

"Ao todo, foram encontrados restos de 140 ovos, dos quais 128 filhotes nasceram espontaneamente durante a madrugada”, informou o Instituto. “O ninho foi aberto, para verificação, pela Analista Ambiental Alessandra Fontana, que encontrou um filhote ainda vivo, e um ovo que, ao ser retirado, a tartaruguinha nasceu em sua mão”. No início do mês, a equipe do ICMBio mapeou a desova no local, conhecido como Ponta da Pedra, próximo à Praia da Malhada.

As desovas no Parque podem ser observadas de novembro a junho — Foto: Divulgação

Além dos já eclodidos, foram encontrados 12 ovos que não finalizaram seu desenvolvimento. A ação contou, ainda, com a participação dos voluntários Cid Costa Neto e Hudson Bianckinni. Técnicos do órgão ouvidos pela reportagem no início do mês comentaram que, apesar do topônimo de "toca de tartaruga", o local ainda registra poucas desovas.

Pandemia

Desde março, estão suspensas as visitações públicas nas Unidades de Conservação Federais. No Ceará, os parques nacionais de Jericoacoara e Ubajara estão adotando a medida. A medida foi amparada na Portaria de 3 de fevereiro, que declara Emergência em Saúde Pública de importância Nacional (ESPIN) em decorrência da Infecção Humana pelo novo Coronavírus (2019-nCoV). Também em março, um decreto municipal impediu a entrada de visitantes na Vila.

Com a restrição apresentada, mais animais voltaram ao local. É o caso de aves observadas nas lagoas em trechos onde veículos de visitantes costumavam passar.




ATENÇÃO:Os comentários postados abaixo representam a opinião do leitor e não necessariamente do nosso site. Toda responsabilidade das mensagens é do autor da postagem.

Deixe seu comentário!

Nome
Email
Comentário


Insira os caracteres no campo abaixo:








Nosso Whatsapp

 (88) 98151-4793

Visitas: 1549536
Usuários Online: 81
Copyright (c) 2020 - Tribuna dos Vales